A Maldição do Grunge

26 julho 2017

O Movimento Grunge surgiu no final dos anos 80 no cenário musical da cidade de Seattle no noroeste dos EUA. Bandas independentes ou as chamadas “bandas de garagem” buscavam seu lugar ao sol e foi assim que mesclando Hard Rock, Punk, Heavy Metal e Indie Rock,  criou-se o subgênero do Rock o “Grunge”. O significado da palavra “grunge” quer dizer algo imundo, sujo, bem pertinente ao estilo, com roupas largas e camisas baratas de flanela, cabelos desgrenhados dos fãs e os próprios músicos adotaram esta moda.

Andrew Wood vocalista do MOTHER LOVE BONE

Kurt Cobain vocalista do NIRVANA

Layne Statey vocalista do ALICE IN CHAINS

Grunge se confunde com a própria cidade de Seattle, muitas vezes chamado de o “som de Seattle” e onde foram gravadas as primeiras músicas na gravador Sub-Pop, lá saíram bandas como Nirvana, Soudgarden e Mudhoey. O som cru das guitarras restrito apenas as garagens e aos bares de Seattle iriam conquistar o mundo, dando origem a diversas bandas como: Alice in Chains, Bush, Hole, Mother Love Bone, Pearl Jam, Screaming Trees, Silverchair, Stone Temple Pilots,  Temple of the dog, entre outras. O sucesso destas bandas foram  tão grandes que o álbum “Nevermind” do Nirvana desbancou o Rei do Pop “Michael Jackson” no início dos anos 90.

O “Grunge” se tornou forte e popular até a metade dos anos 90, depois disso muitas bandas novas surgiram assumindo os hits parade, porém assimilando este som poderoso as suas influências, muitas bandas posteriores que apropriaram do estilo de som grunge, foram chamadas de Pós-Grunge(Post-Grunge).

Scott Weiland vocalista do STONE TEMPLO PILOTS

Chris Cornell vocalista do SOUNDGARDEN

A maldição do Grunge

A vida desregrada e até o pessimismo de suas letras, fez com que boa parte dos vocalistas “grunges” tivessem um fim trágico, a maioria cometendo suicídio,  o mais conhecido foi o de Kurt Cobain vocalista do Nirvana com um tiro em 1994, porém antes dele Andrew Wood vocal do Mother Love Bone foi encontrado sem vida por overdose em 1990, fato que comoveu seus colegas que formaram a banda Temple of the dog em sua homenagem. Alice in Chains teve um de seus membros ceifado, também pelo modo de vida desregrado, o vocalista Layne Staley teve uma overdose de diversos tipos de droga, naquele momento pesava apenas 39 quilos. Ainda não contente os deuses do Rock não pararam por aí, ainda viriam mais; Scott Weiland dono de uma voz poderosa e líder das bandas Stone Temple Pilots e Velvet Revolver teve um fim semelhante aos seus colegas, quando encontraram o mesmo sem vida numa Van quando fazia uma turnê pela banda Scott Weiland & the Wildabouts, foi constado abuso de álcool e cocaína e por fim, a recente perda de uns dos precursores do grunge, o vocalista Chris Cornell vocalista das bandas Soundgarden e Audioslave, cometeu suicídio com uma corda após apresentação de um show.

O modo de vida desregrado, destrutivo, hedonista e efêmero destes músicos levaram eles a uma vida curta, porém intensa. Não é uma coincidência tantas vidas interrompidas e um espaço de 20 anos, quase todos os vocalistas grunges cometeram suicídio intencionalmente ou pelo uso abusivo de drogas. Apesar da forte influência de suas músicas e do enorme sucesso, a nuvem negra da morte paira sobre este sub-gênero do Rock, que acredito ser o último grande movimento do Rock.

Andrew Wood (1966-1990)

Kurt Cobain (1967-1994)

Layne Staley (1967-2002)

Scott Weiland (1967-2015)

Chris Cornell (1964-2017)

 

 

Waldir Bronson

Previous story Next story

T

o

P

o