Existe uma pintura do séc. XIV, conhecida por alguns simplesmente como Gótico, porém alguns artistas especificamente da cidade de Siena na Itália, formaram a “Escola de Siena” e se destacaram na pintura de Retábulos, Trípticos, Polípticos e Afrescos. “A Escola de Siena” resgata a tradição pictórica do leste europeu, dos ícones bizantinos mesclando o Oriente com o Ocidente, mas agregando novos valores a pintura. O Bizantinismo predominante em boa parte da Europa veio ser superado por estes pintores. Na região da Toscana alguns artistas seguiram esta tradição pictórica com maior lirismo nos sécs. XIII e XIV. A tradição de Pintura em Madeira, do Painel, é uma tradição muito antiga, que resgata os primórdios da técnica na Grécia e Egito, mas na Europa se desenvolveu a partir do séc.XII.

 

Duccio di Buoninsegna “Pietá com menino Jesus”, 1300-05

“Crucificação” de Guido da Siena (1275-80) têmpera e folha de ouro sobre painel

O nome proeminente deste grupo de artistas foi Duccio di Buoninsegna (1255-1319), trabalhou em Siena em Retábulos, um verdadeiro mestre da pintura em madeira, formou alguns alunos como Ugolino di Nerio (1280-1349), Segna di Bonaventura e sobretudo Simone Martini(1284-1344). Este último se distanciou um pouco ao seu mestre, adaptando o estilo a um modo mais particular e naturalista realizando grandes afrescos, Martini fez diversos trabalhos em Siena e em outras cidades, caracterizado por sua maestria em detalhes e colorista vigoroso, herdado de seu mestre. Um dos alunos mais notórios de Simone Martini foi Lippo Menni(1291-1356). Ainda neste instante da escola sienense não podemos esquecer de Guido de Siena(1230-1290), pintor habilidoso conhecido também como seus conterrâneos por romper com o estilo bizantino predominante até este período.
Os artistas de Siena e também de Florença dos séc. XIV apresentaram uma arte renovada, chocando com a antiga maneira de se fazer arte, entre as cidades da península itálica está Siena na Toscana como centro cultural, Duccio di Buoninsegna sem dúvida é um dos grandes nomes juntamente com Simone Martini, Guido de Siena, Ugolino, Ambrogio Lorenzetti, Segna di Bonaventura, Pietro Lorenzetti, Lippo Menni e Lippo Vanni.

Duccio di Buoninsegna “Pietá (Funeral)” 1308-11

Madona de Ambrogio_Lorenzetti, entre 1325-1348

A Arte Italiana deste período conhecido como Trecento(Séc.XIV), foi um preâmbulo para o que iria culminar na Alta Renascença, logos após o Trecento vieram o Quattrocento e o Cinquecento com Leonardo, Michelangelo e companhia. Não podemos esquecer neste período artístico do séc. XIII – XIV aconteceu mudanças significativas, embora a Arte Gótica tenha uma conotação rústica e de pouco refinamento técnico e grande devoção cristã, podemos notar com estes pintores a clara evolução, com elementos como efeitos tridimensionais de profundidade que iriam dar origem à perspectiva e o naturalismo dos personagens, fizeram com que houvesse um rompimento com antigo estilo Bizantino, para assim ser chamado de Pré-Renascentismo, analisando este pintores da “Escola de Siena” podemos entender como surgiu um dos períodos mais importantes da história da arte o “Renascentismo”.

Simone Martini “Anunciação”, 1333

Waldir Bronson

Previous story Next story

T

o

P

o